Quanto uma empresa deve investir em marketing? Algumas pesquisas e profissionais sugerem que uma empresa deve aloca cerca de 7% a 12% do seu faturamento na área.

Entretanto muitos fatores podem interferir nessa medida e por isso, neste artigo, vamos indicar algumas variações dessas porcentagens do faturamento da sua empresa, que podem representar um bom valor para esse investimento.

Antes é preciso que você se lembre que ao investir em marketing seu principal objetivo é ter retorno em vendas, por isso o termo correto é realmente investimento e não gasto. 

Quanto uma empresa deve investir em marketing?

Como indicamos acima, o percentual de 7% a 12% do faturamento é uma medida bastante usada em algumas empresas.

Ele pode representar um começo para quem está começando a busca da resposta sobre quanto uma empresa deve investir em marketing, mas nem sempre é a resposta que vai ajudar sua empresa a alcançar seus objetivos estratégicos.

Investimento online x offline

Uma questão muito importante para responder quanto uma empresa deve investir em marketing é o entendimento de quais plataformas irão receber esse valor.

As plataformas offline, também conhecidas como tradicionais, assim como a TV são historicamente “mais caras” do que as plataformas digitais.

Isso quer dizer que o montante investido em ações de marketing em plataformas como essa exigem um investimento maior para darem resultado para a empresa.

Entretanto, com cada vez mais plataformas de atuação, o marketing digital hoje já atrai grande parte do investimento de uma empresa, na área.

Quanto uma empresa deve investir em marketing DIGITAL?

De acordo com relatórios como o Forrester Research e da eMarketer, empresas já consolidadas no mercado devem investir de 6 a 12% do faturamento em marketing digital.

Enquanto isso, empresas menos conhecidas devem se preparar para um investimento um pouco maior: de 12% a 20% do faturamento.

Sobre os dados atuais de quanto uma empresa deve investir em marketing digital é identificado que empresas B2B investem cerca de 8% de seu faturamento. Enquanto empresas B2C alocam 9,2% no setor.

Com esses dados fica mais fácil responder a pergunta: quanto uma empresa deve investir em marketing, não é mesmo?

Saber o que está sendo praticado ajuda você a criar uma média própria, baseada em dados reais.

Como planejar o investimento em marketing?

Como já dissemos, o investimento em marketing vai variar de empresa para empresa, e fatores como os objetivos estratégicos e o tipo de negócio podem afetar esse percentual.

Se você está começando do zero pode ser necessário injetar mais capital nessa área do seu negócio.

Em um check-list iniciante você deve considerar o investimento em:

Em um segundo momento é importante incluir no plano de investimento as ações contínuas que devem fazer parte de seu planejamento mensal de negócio. Entre elas:

Alguns períodos do ano, entretanto, podem exigir mais investimento. No comércio, por exemplo, datas como Natal e Dia das Mães exigem atenção especial.

Para conhecer as datas que são relevantes para sua empresa e que podem mexer com a sua necessidade de investimento, faça uma pesquisa e inclua no seu cronograma.

Períodos como esse podem precisar de uma porcentagem maior de investimento, porque seus concorrentes também estarão em busca de alcançar mais clientes.

Considere o investimento na contratação de profissionais

Um outro ponto a ser considerado, ao identificar quanto uma empresa deve investir em marketing, é o valor que será alocado na contratação dos profissionais da área.

Você pode optar por criar um departamento completo dentro da sua empresa ou contratar uma agência de marketing terceirizada.

Geralmente, as empresas criam um pequeno departamento interno com um gestor e um assessor para acompanhar o trabalho realizado pela empresa terceirizada.

O importante aqui é que você contabilize o custo do profissional ao definir o quanto irá investir na área.

Caso você opte por uma agência terceirizada você pode negociar um fee mensal (como uma mensalidade) ou contratá-la para campanhas específicas como:

O ideal, entretanto, é manter uma comunicação consistente durante todo o ano.

Realize o planejamento estratégico de marketing

Além do entendimento sobre seus objetivos é importante que você realize um planejamento estratégico de marketing digital completo.

A leitura do artigo “O que é Planejamento Estratégico de Marketing? Passo a passo para ficar à frente da concorrência”, irá te ajudar a complementar seu entendimento sobre essa ferramenta.

Com um plano de marketing responder quanto uma empresa deve investir em marketing fica mais fácil, afinal, você considera aspectos como:

Entre as vantagens do marketing digital está a possibilidade de acompanhar as métricas em tempo real, identificando as ações que trazem melhores resultados para a empresa.

Dessa forma, seu negócio pode otimizar o valor investido, priorizando ações que trazem melhores resultados.

Gostou das nossas dicas para você definir quanto uma empresa deve investir em marketing? A LAHAR é um software de automação de marketing que pode te ajudar a maximizar os resultados de seus investimentos em marketing digital.

Crie sua conta e experimente grátis por 15 dias. Ajudamos na sua estratégia de marketing digital, proporcionando melhores resultados e ações efetivas para a nutrição de leads, inbound marketing e vendas em um sistema completo para fazer sua empresa crescer mais.

 

Fonte https://blog.lahar.com.br/marketing-digital/quanto-empresa-deve-investir-marketing/#:~:text=De%20acordo%20com%20relat%C3%B3rios%20como,%25%20a%2020%25%20do%20faturamento.

O que são landing pages?

As landing pages são as páginas por onde os usuários acessam o site de sua empresa. Elas são essenciais pois possuem uma taxa de conversão maior em comparação às outras páginas de seu site, garantindo lucros maiores para sua empresa.

Em uma estratégia de geração de leads esse tipo de página é criado com o foco na conversão do usuário, fazendo com que ele ofereça seus dados de contato para a sua empresa.

Você deve usar landing pages principalmente para promover seus produtos ou serviços, e também em campanhas de e-mail marketing e na promoção de materiais ricos como e-books.

Como criar landing pages eficientes?

Criar uma landing page eficiente não é tarefa fácil. É preciso prestar atenção em vários detalhes para garantir que o seu visitante ofereça seus dados de contato para sua empresa. Entre estes detalhes podemos destacar:

Landing pages são objetivas

Um ponto crucial para o sucesso de uma landing page é sua objetividade. Diferentemente dos posts de blog e das páginas de descrição de produtos, elas devem exibir apenas as informações indispensáveis para a conversão de seu visitante.

Por isso você deverá sintetizar todas as informações, facilitando a leitura de seus usuários. Uma boa saída é exibir as informações importantes em tópicos, pois isso ajuda a reduzir o tamanho de suas mensagens.

Landing pages têm propostas claras

Imediatamente ao entrar na página, o usuário que visitar sua landing page precisa saber onde ele está e o que ele irá receber ao preencher seus dados. 

Por isso, sua landing page deve destacar os benefícios que está oferecendo ao cliente e deixar claro o que ele deve fazer para aproveitar estes benefícios. Este é um fator chave para otimizar a taxa de conversão de sua landing page.

Usar imagens para ilustrar o que você está oferecendo a seus clientes também é essencial para melhorar os resultados da performance da sua página.

Landing pages possuem formulários curtos

Os formulários são essenciais para uma boa landing page, pois é através dele que sua empresa irá obter os dados de contato de seus leads.

Porém, formulários muito grandes podem assustar seu visitante, fazendo com que ele desista de informar os dados para acessar o que você está oferecendo para ele.

Por isso, nos formulários de sua landing page peça apenas as informações que são indispensáveis para o sucesso de sua estratégia de nutrição de leads. Dessa forma, você aumenta as chances de gerar mais leads por meio dela.

 

A Orni atua diretamente na criação e adaptação de LP’s para conversão de leads, entre em contato por [email protected]

 

Referência: https://www.organicadigital.com/blog/a-importancia-das-landing-pages-para-a-geracao-de-leads/#:~:text=As%20landing%20pages%20s%C3%A3o%20as,lucros%20maiores%20para%20sua%20empresa.

O que é?

Antes de você saber por que escolher o WordPress, vamos entender o que é essa plataforma? O WordPress é uma plataforma que foi desenvolvida originalmente para a criação de blogs e, posteriormente, evoluiu para o desenvolvimento também de sites.

Seu principal diferencial é que são milhares de programadores trabalhando espalhados por todo o mundo para melhorar constantemente a plataforma em termos de aparência, de recursos, de navegação, entre outros.

Além disso, um dos grandes trunfos da plataforma é a facilidade que seus usuários têm no momento de operá-la. Na sequência, você vai conhecer diversos motivos que justificam por que escolher o WordPress. Vamos a eles.

Dentre as principais vantagens da plataforma em questão, citamos 5 motivos para você entender por que escolher o WordPress:

Instalação:
 esta, por si só, já é uma razão bastante convincente para utilizar a plataforma. Sua instalação é extremamente fácil e intuitiva, e mesmo aqueles que não têm conhecimentos computacionais podem fazê-la, pois não requer códigos ou conhecimento técnico. Além disso, o WordPress demora menos de cinco minutos para ser instalado. Para tanto, basta ir a esta página (hiperlink: https://br.wordpress.org/) e clicar no botão “Baixar o wordpress”;

Segurança: além de vários aplicativos para reforçar a segurança do site no WordPress, sua hospedagem é feita externamente. Isso significa que a hospedagem é feita de acordo com seu desejo, na empresa que achar mais confiável. O site é seu, e não de terceiros;

Customização: o resultado de vários programadores trabalhando na plataforma é uma infinidade de recursos com as mais diferentes funções, chamados de plugins. Dessa maneira, com poucos cliques é possível deixar seu site com visual único e mais funcional, tendo à disposição layouts prontos, ferramentas de SEO, integração com Google Analytics e muitas outras opções para melhorar a experiência de navegação do usuário e otimizar sua estratégia digital. Além disso, ele permite que você migre seu site de uma plataforma antiga para a plataforma WordPress, fazendo com que seu conteúdo e informações sejam migrados de forma simples, rápida e segura;

Responsivo: além disso, seu site poderá ser visitado por smartphones e tablets com a mesma qualidade de imagem e mesma experiência de navegação de usuários que o acessam por telas maiores, como as de computadores;

Preço: de modo geral, o WordPress é bastante acessível e possui ótimo custo-beneficio, se levarmos em conta as vantagens que apresenta. Seu preço varia de acordo com os recursos e funcionalidades adquiridos. Por exemplo, a compra de um domínio (.com, .net ou .org) gira em torno de 30 reais/ano, enquanto que o preço da compra de um tema (estilo, cores e distribuição de informações na página) varia bastante, indo de R$ 10,00 a mais de R$ 100,00. No entanto, não há custo com redator, revisor de texto, programadores e designers para desenvolver o site, pois com os temas e plugins você mesmo pode fazer isso de forma extremamente simples, poupando gastos adicionais e investindo no que realmente poderá agradar o tipo de público visado por seu site.

 

 

Texto retirado do https://www.postdigital.cc/blog/

Os principais problemas encontrados pelas pequenas empresas:


Um dos erros mais cometidos pelas pequenas empresas é deixar suas redes sociais a cargo de um parente ou amigo, com perfil “jovem e descolado” em tecnologia, mas que não possui uma estrutura com equipe, equipamentos e ferramentas necessárias para fazer um trabalho profissional. As consequências disso são resultados pífios ou falta de aproveitamento. As redes sociais são democráticas. Um pequeno negócio, hoje, pode fazer frente a um concorrente maior, graças à internet. 

 

Vou contar pra você alguns benefícios de contar com uma Agência Digital especializada:

 

1. Otimização do tempo

Ligando ao que estávamos falando logo acima, contratar uma agência de marketing digital irá otimizar o seu tempo de trabalho e possibilitar que você foque inteiramente no seu negócio.

Fazer o trabalho de marketing de uma empresa quando ela não é uma especialista no assunto torna o processo muito mais pesaroso, lento e tende a não apresentar os resultados desejados. Papo de quem sabe!

2. Profissionais dedicados a trazer resultados

Além de contar com um suporte de qualidade, exclusivo e personalizado para o perfil da sua empresa, esses profissionais estarão focados especificamente em criar o melhor planejamento a ser executado.

A equipe estará o tempo todo mensurando os resultados e realizando ajustes na estratégia caso julguem necessário. Isso potencializa as chances de sucesso e cria uma vantagem competitiva dentro do mercado.

3. Mais assertividade na estratégia

Um dos muitos benefícios de contratar uma agência de marketing digital é garantir a assertividade no plano e estratégias. Afinal, os profissionais têm a expertise necessária para entender o que pode e o que não pode dar certo.

A experiência e o foco na área fazem total diferença para mapear as ações mais coerentes e analisar o andamento destas, resultando em mais eficiência no projeto.

4. Melhor relação custo x benefício

Custo x benefício é uma das maiores vantagens na contratação de uma agência. Você elimina a necessidade da criação de um departamento de marketing ou a contratação de profissionais da área.

Como a estratégia é mais assertiva e conta com uma equipe focada em resultados, o retorno sobre o investimento é maior. Afinal, o time também é responsável por diminuir os custos das campanhas, garantindo um retorno superior se comparado a realização deste trabalho internamente.

5. Conhecimento em diversos serviços para canais digitais

Uma agência é especialista em diversas vertentes dentro do marketing digital, seja na criação de anúncios, estratégias de SEO, design, social media, inbound marketing… e não para por aí, rs.

Você terá a seu dispor profissionais altamente capacitados em cada uma dessas áreas, que saberão em quais canais são estratégicos para sua empresa e como trabalhar dentro de cada um deles.

6. Possui os melhores recursos tecnológicos

A agência também possui todos os recursos tecnológicos necessários, como ferramentas de disparo de e-mail marketing, plataformas para agendamento de posts, entre outros softwares e licenças fundamentais para o trabalho.

Essas ferramentas facilitam na análise e gestão das ações de marketing digital. Se fosse internalizado, esses recursos gerariam custos, pois são pagos e necessitam de treinamento do profissional que irá lidar com eles.

A Orni atua nesse mercado com muita seriedade e comprometimento, construímos a presença digital COMPLETA do seu negócio, com atendimento ágil e focado em resultados. 

1️⃣ Nossa primeira dica: se você já tem uma loja, indicamos transformá-la em uma loja virtual.
Desta forma, você não dependerá de um grande esforço do cliente – como ir até sua loja física ou viajar até sua cidade – para comprar. No entanto, alcançará clientes mais próximos. Alcançará amigos de amigos, uns desconhecidos a conhecer. E, por fim, alcançará quem você já conhece mas, no momento, não quer ou não pode sair de casa, e gostaria de estar próximo a você!
Porém, apenas ter uma loja virtual não garantirá a visibilidade da marca.
Você quer alcançar admiradores e compradores por todo o Brasil?

2️⃣ Nossa segunda dica: aumente a visibilidade da sua loja virtual e da sua marca pela web as divulgando! Seja na pesquisa orgânica do Google, com SEO, e/ou seja em redes sociais, com anúncios e impulsionamentos. Com essas e outras estratégias de marketing digital você poderá chamar maior atenção para a sua empresa e, a médio e longo prazos, também poderá ampliar suas vendas.

3️⃣ E por fim a terceira e última dica: se atente a presença on-line do seu negócio, garanta que seu site está bem elaborado tanto funcional quanto visualmente, também dê uma atenção especial para suas redes sociais, principalmente o Instagram e o Facebook, cuide dos seus feeds, são detalhes que fazem diferença no processo decisório do cliente.

Quer aumentar suas vendas com dicas mais assertivas a suas necessidades? A Orni atua na construção da presença on-line da sua empresa.
Chame no nosso Whats: (51) 8906-5423

No mundo digital, ninguém questiona a importância do site para uma empresa. Independentemente do segmento ou do tamanho da sua empresa, uma página na web é a presença digital mínima que uma organização deve apresentar para garantir a sua credibilidade. Você conhece alguma marca bem-sucedida que não invista no online?

Já é de praxe um cliente ou mesmo possível interessado em seus serviços e/ou produtos perguntar se a sua empresa tem um site.

Quando a Resposta é “Não”, você pode ter perdido um possível cliente.

Muitas vezes em uma conversa rápida um possível cliente não consegue todas as informações necessárias para fechar negócio, e o que normalmente ele faz é buscar informações sobre a Empresa na Internet e um site bem feito pode ser o fator decisivo para o cliente. Um site institucional bem feito tem que ser claro e direto, e que venda bem o seu produto e/ou serviço.

Quais são os principais benefícios dessa estratégia?

Se o essencial é manter-se visível online, por que não ter somente um blog ou uma landing page? Caso você tenha feito essa pergunta a si mesmo em algum momento, é melhor conferir mais informações e os benefícios dos sites institucionais. Listamos os melhores abaixo.

Transmite credibilidade

Algumas pessoas têm o hábito de buscar pelo nome da empresa no Google após receberem indicações de amigos ou verem outdoors da marca. Já pensou se não há um site de apresentação para elas? Encontrar uma página institucional bem construída, rápida e dinâmica transmite profissionalismo e modernidade ao cliente.

Aumenta a presença digital

Para oferecer um atendimento humanizado, a instituição precisa atender em todos os meios possíveis, conforme a preferência do público. O site institucional capta potenciais compradores e serve para educar acerca da marca, tirar dúvidas etc. O ambiente deixa a empresa visível e disponível 24h por dia.

Geração de leads

Seja você um profissional liberal ou dono de empresa, vender é o que importa, certo?

Um site institucional pode ajudar (e muito) nesse sentido por meio de uma boa estratégia de geração e captação de leads — aquelas pessoas interessadas em seus produtos e serviços e que entraram em contato com você para obtenção de informações.

Você pode atrair leads com o site institucional de diversas maneiras, mas o método mais eficiente é usar táticas de Inbound Marketing e marketing de conteúdo.

Esse tipo de ação tem como foco oferecer ao público material rico e relevante para as suas vidas, em troca de um e-mail ou outra forma de contato, por meio de um blog ou outro canal de interação.

Falando em material rico e relevante, esperamos que essas informações sobre a importância de um site institucional bem feito tenham sido úteis para você! Se você gostou do conteúdo, aproveite para compartilhar o post com seus amigos nas redes sociais!

Entre outros benefícios. A Orni trabalha na construção da presença digital da sua empresa completa.

 

O marketing sensorial é uma estratégia que utiliza o estímulo dos cinco sentidos para despertar nos consumidores a necessidade e o desejo de adquirir um produto ou serviço, com base em uma experiência singular.

Para entender melhor o que é o marketing sensorial, vou dar um exemplo prático.

Sabe quando você entra em seu restaurante favorito e o cheiro no ambiente o aguça a pedir logo a refeição?

O aroma é tão marcante que, só de lembrar, dá vontade de fazer uma reserva e ir hoje mesmo, não é?

Pois é. O marketing sensorial está presente aí.

Ele se manifesta não só pelo cheiro, mas também por meio das imagens, dos sons, dos sabores e das texturas.

O marketing sensorial pode instigar só um dos sentidos ou usar uma combinação deles.

A estratégia a ser aplicada depende das possibilidades de cada negócio.

Vale destacar que a escolha não se limita à atuação da empresa.

Uma loja de perfumes, por exemplo, não precisa explorar apenas o olfato.

A playlist que toca enquanto o cliente escolhe o que vai levar também é eficaz. A música pode ser associada a alguma lembrança boa, que seja decisiva para a compra.

Quando citamos ali em cima sobre uma lembrança ser capaz de estimular o cliente a efetuar uma compra, demos uma prévia de um dos benefícios do marketing sensorial: o de estabelecer um vínculo afetivo.

Esse elo emocional é tão forte que, na maioria das vezes, o consumidor nem se dá conta de que aquilo o motivou a tomar uma decisão.

Ou seja, a marca vende sem precisar de uma ação comercial direta, abusiva e irritante.

Vai me dizer que você nunca deixou de levar um produto para casa porque o vendedor insistiu demais?

Alguns métodos de abordagem ficaram para trás e foram substituídos por outros muito mais eficientes, como o marketing sensorial.

Ele também contribui para que o público da marca viva experiências diferentes e significativas.

No fim, ao encantar os clientes, as chances de fidelização são muito maiores.

Olfato

Nosso nariz possui algumas terminações nervosas que são estimuladas quando as substâncias passam pela mucosa.

As partículas de alimentos e flores, por exemplo, chegam ao nosso nariz e se dissolvem no tecido. O nosso organismo se encarrega de levar essa informação até o cérebro.

Daí reconhecemos os cheiros das coisas.

O sentido do olfato, portanto, nos permite sentir os aromas que estão no ar.

No marketing sensorial, o olfato é muito explorado por lojas de roupas e comércios de alimentos com o uso de perfumes.

Exemplo de como fazer: em uma loja de roupas de praia, usar cheiros que remetam à água do mar.

Paladar

Também chamado de gustação, esse

sentido está ligado à nossa capacidade de reconhecer os sabores.

Por meio das papilas gustativas, podemos sentir o salgado, o doce, o amargo, o ácido e o umami.

Talvez você não conheça este último.

Ele foi integrado nos anos 2000 pela comunidade científica e tem como base o aminoácido glutamato, mais presente em alguns alimentos, como tomate, queijos e cogumelos, dentre outros.

O gosto umami tem um significado generalizado, usado quando uma comida é deliciosa.

Ele pode ser explicado como a sensação de salivação que fica na boca após a degustação.

No marketing sensorial, embora seja mais fácil de empregar o paladar ao setor alimentício, é possível explorar o sentido em outros negócios.

Exemplo de como fazer: oferecer biscoitos para degustação ou outros alimentos que tenham relação com a marca.

Visão

A visão é o sentido que nos permite enxergar o que está ao nosso redor.

A compreensão do que vemos ocorre por meio dos nervos ópticos, que levam as informações até o cérebro.

A identificação das cores e da intensidade luminosa são dois pontos muito importantes, que podem ser levados em conta na hora de colocar o marketing sensorial em prática.

Exemplo de como fazer: criar um ambiente mais intimista com cores frias e luzes de velas.

Tato

O tato, por sua vez, ocorre quando nosso corpo toca alguma coisa e podemos sentir as texturas.

Embora o sentido seja mais comum pela pele, também ocorre na língua e em tecidos internos.

Algumas sensações como calor, frio e dor fazem parte do tato. Os estímulos são impulsionados pelo sistema nervoso central, no qual são interpretados e respondidos.

O tato possibilita diversas formas de promover o marketing sensorial.

Afinal, é mais fácil colocar um produto para toque e experimentação.

Exemplo de como fazer: expor uma cama super arrumada com lençóis, cobertores e colchas para que as pessoas sintam o quanto são confortáveis.

Audição

Por último, a audição, que é a percepção dos sons pelo ouvido.

O órgão reconhece as vibrações das ondas sonoras e as transforma em impulsos nervosos, que são levados pelo nervo auditivo até o cérebro.

O ouvido é bastante sensível e, por esse motivo, suporta ruídos de até 70 decibéis. Acima disso, o tímpano corre o risco de ser lesionado.

Colocar músicas para tocar é uma das ações mais frequentes do marketing sensorial auditivo.

Exemplo de como fazer: montar uma playlist que represente a identidade de marca e atenda às preferências do público-alvo

 

Conclusões

▪️ Mas, lembre-se sempre: o ideal é conhecer bem suas personas e entender quais são as maneiras mais adequadas de abordá-las para criar interações momentâneas.

Sem isso, todo o esforço pode ser em vão.

Avalie todo o processo de compra do seu target e pense em como melhorar a experiência dele com a sua marca.

Tenha também o cuidado de fazer isso em todos os canais.

Ou seja, seus clientes precisam ter o mesmo nível de excelência em todos os pontos de contato. É o tão falado e inestimável conceito de omnichannel.

 

Saiba como funciona:

Consultorias buscam eliminar erros de comunicação, centralizando o mundo digital de seu negócio.

Você sabia que ideias inovadoras como Ifood, Uber, Mercado Livre e outros não nasceram da noite para o dia, elas tiveram um processo de concepção e validação muito bem estruturado?
Final de ano é a época perfeita para se planejar um projeto, e estamos preparados para resolver e solucionar os seus problemas.
A Orni oferece consultorias completas para todos os segmentos de negócios , ajudando a validar e multiplicar as suas ideias, sendo mentores do seu projeto.

Confira nossas principais consultorias:

Nossas consultorias são voltadas para o desenvolvimento de um negocio que está começando. Contudo sua empresa estará preparada para alcançar visibilidade e novos espaços. Assim o seu negocio ficara desenvolvido e organizado para terem um futuro brilhante.

Ajuda você a entender como viabilizar o lançamento da sua ideia no mercado de forma ágil. Desta forma, reduzindo riscos, diminuindo o investimento inicial e aumentando seu potencial de retorno.

Ajuda sua empresa a escalar ou melhorar processos, sejam eles administrativos, de produção ou planejamento, visando otimização de recursos e geração de lucro.

Ajuda a você e/ou sua empresa a potencializar resultados. Com a consultoria de negócios focada em marketing você poderá: objetivar aumento de vendas, alcance de marca, valor de mercado e mais!

Pensando em criar um SITE pra sua empresa?

Não importa se é grande ou pequeno o seu negócio, aqui você pode solicitar uma consultoria gratuita para seu empreendimento. Possuímos as melhores soluções web para o seu negócio, dessa forma você não precisa se preocupar com o seu site, temos profissionais experientes e bem capacitados que farão esse serviço completo para você.

A decisão certa hoje que irá gerar grandes resultados no futuro!

 

Quer saber mais?

Fale com um de nossos consultores! 

E-mail: [email protected]
Atendimento Presencial: Passo Fundo/RS, Porto Alegre/RS, Florianópolis/SC e Manaus/AM.

Você pode querer saber também:

Termos e tipos de e-commerce
Você sabe o que é o serviço de SEO?

Hoje existem alguns termos e tipos de e-commerce que podem confundir nossas mentes na hora de desenvolver um negócio. Antes de implementá-lo o ideal é planejá-lo muito bem e ter ideia de todos os passos e contatos necessários para não somente começar mas mantê-lo. O objetivo desse artigo é clarear um pouco melhor cada um desses termos para ajudá-lo na hora de escolher com qual tipo de e-commerce você quer trabalhar. Mas, antes de tudo:

Você sabe quando surgiu o próprio termo e-commerce?

O termo vem do inglês e, como muitos sabem ou podem ter imaginado, significa literalmente comércio eletrônico. No Brasil, em oposição às lojas físicas, também são chamados de lojas virtuais. Segundo os sites Doutor E-commerce e E-commerce Brasil os primeiros comércios eletrônicos surgiram em 1970, nos Estados Unidos, e eram comércios para transações financeiras. Tem-se registro que como loja virtual, somente em 1995, com o surgimento da Amazon, é que os e-commerces passaram a ter o estilo que hoje conhecemos. Muitas décadas depois dos primeiros tipos, logo que a internet surgiu no Brasil, tem-se registro do primeiro e-commerce brasileiro, em 1996, seguido em 1999 pela poderosa rede Submarino.

Quanto aos tipos de e-commerce:

Marca própria – nada mais é do que você ter uma plataforma para vender seus próprios produtos e/ou produtos que você tem armazenados em seu estoque. Nesse caso, você será responsável por todo o processo de venda, desde a captação de público interessado na sua loja virtual até o envio dos produtos.

Dropshipping – a diferença do dropshipping para a loja de marca própria, é que você não será responsável por armazenar e enviar os produtos. Servirá de um intermediário para oferecer produtos de diferentes fornecedores.

Marketplace – É um tipo misto dos dois primeiros. Além de oferecer produtos estocados em sua empresa, também oferecerá produtos de outras empresas em seus estoques. Com certeza você já viu, leu e/ou ouviu um “vendido e entregue por” + nome de outra loja, que não é a que está comprando. Pois, então, esse é o Marketplace e está cada vez mais popular, por justamente facilitar a venda de marcas menores e ao mesmo tempo poder rentabilizar um pouco sobre essas vendas, sem precisar investir em logísticas de estoque e transporte. Podendo, claro, ainda assim, dar maiores vantagens aos seus próprios produtos, como uma entrega mais rápida e/ou mais barata.

Marketplace de aluguel de Produtos – funciona como um hub onde as empresas podem oferecer especificamente o aluguel de produtos. Conhecendo um pouco mais, você verá que é um marketplace de nicho, pois cada um volta-se a segmentos específicos, como vestidos de festas e máquinas de construção civil.

Viu como não é tão difícil de compreender esse conceitos?
E agora que você sabe um pouco mais, pode nos chamar no Whats por aqui e solicitar a sua consultoria de negócios (veja mais em Consultoria de Negócios) ou, se está mais seguro, pedir diretamente um orçamento para a sua plataforma.

 

Você também pode gostar de saber sobre:

Você sabe o que é o serviço de SEO?

Web Core Vitals: A métrica de SEO do Google para 2021

Saiba como funcionará o Pix em sua empresa

 

A postagem de hoje é inspirada nos nossos leads, que seguidamente nos pedem pelo serviço de SEO mas de múltiplas formas diferentes:

Pois, bem, acima constam algumas referências. O SEO, Search Engine Optimization, nada mais é do que a otimização de códigos e algumas outras informações do site para facilitar a leitura pelos motores de busca, principalmente os do Google. Dizemos que, principalmente os do Google, pois essa plataforma é o principal meio de pesquisas utilizado atualmente (e há muitos anos). E, diferentemente de outras, o Google ainda “premia” quem se preocupa em ser encontrado por ele. Portanto, ser vista na pesquisa do Google não é somente uma preocupação da sua empresa, também é uma preocupação dele. E por isso há uma premiação a quem segue suas boas práticas: um bom – ou excelente – ranqueamento na pesquisa.

O seu ranqueamento, ou seja, a sua posição a cada página da pesquisa, melhorará conforme seu site é trabalhado em certos aspectos. E ser o terceiro a aparecer na segunda página, por exemplo, ainda é melhor do que ser o quarto. Desta forma, a primeira página do Google é muito disputada. Pois, a maioria das pessoas que pesquisam no Google já não dão tanta importância para as páginas seguintes, isso porque quem aparece na primeira já é um resultado assertivo. Os primeiros já são uma boa amostra do que esse pesquisador precisa. E, por outro lado, informados e competitivos o suficiente para continuarem disputando por seu posicionamento.

E como usar o serviço de SEO para ser melhor ranqueado?

Um dos aspectos que o Google considera primariamente importante é em relação aos desempenhos por acesso web (navegador) e mobile (celular). Como usuários sabemos que um site que demora demais para abrir nos leva a desistir e pesquisar o que queremos em outro – possivelmente um concorrente. Também sabemos que hoje em dia usamos bastante nossos celulares para entretenimento e informação, porém inversamente, a maioria dos sites chegam com péssimo desempenho mobile. O que merece maior atenção. No entanto, também não quer dizer que a maioria do seu público-alvo acessa por mobile, então é importante conhecer seu público e suas personas para entender qual é o foco a ser dado no início do serviço.

E, uma das formas pelas quais os leads nos pedem pelo serviço de SEO, também é um dos aspectos a serem trabalhados: as palavras-chave. Alguns clientes dizem algo como: “se pesquiso o nome do site, apareço na primeira página, mas se pesquiso um produto ou serviço que ofereço, não apareço”. E é aí que as pessoas confundem a pesquisa direta (direct search), no primeiro caso, com a pesquisa orgânica (organic search), que se baseia nas palavras-chave pesquisadas no Google e que tem relação com o SEO. E muitas vezes confundem também os serviços e as ferramentas que o Google oferece de apoio, assunto para um próximo post. Retomando, essa parte minuciosa do trabalho, ajustando as palavras-chave voltadas ao seu produto ou serviço versus as mais pesquisadas no Google a cada período nos leva a outro tópico – e pergunta clássica:

Quanto tempo leva para ranquear?

Pois bem, o serviço de SEO é um trabalho que exige muita paciência a todos, principalmente a quem nunca fez um serviço de SEO em seu site. Com 6 meses é possível começar a ver as primeiras mudanças de ranqueamento, sendo o ideal aguardar pelo menos 12 meses, para mudanças mais consistentes. Porém, o que influencia no tempo é ter existido alguma preocupação no SEO durante o desenvolvimento do site e, se existiu, o quanto será necessário acrescentar ou atualizar dos diferentes aspectos de boas práticas indicadas pelo Google.

Mas a verdade é que o melhor mesmo é trabalhar o SEO de maneira contínua, pois o Google muda constantemente suas exigências. Inclusive, como vocês podem ler melhor aqui, já anunciaram suas novas métricas para 2021, às quais todos temos que estar atentos. Por isso tanto dizemos que serviço de SEO é um trabalho de médio a longo prazos. 

Não querendo me alongar demais, me encaminho ao fim. Como pudemos nos informar, o serviço de SEO é um trabalho muito importante e bastante detalhado. A longo prazo pode acabar sendo um investimento grande mas muito valioso se você quiser atrair visibilidade de qualidade ao seu espaço online e à sua marca. Sendo uma oportunidade de conversão de público.

Tem interesse ajustar o SEO de seu site? Quer entender mais sobre SEO?

Clique aqui e converse com a nossa equipe!

Você também pode gostar de saber sobre:

O Pix em Sua Empresa

Qual é a melhor estratégia para anunciar no Google